Visão Geral

Sessões Temáticas

 

•              ST 1 - Estado, Instituições e Políticas Públicas: a proposta da sessão é agrupar a reflexão crítica sobre o papel do Estado no desenvolvimento regional, tendo como pano de fundo o planejamento, a dinâmica e qualidade das instituições e a implementação e a avaliação das políticas públicas e o desenvolvimento regional. São subtemas inclusos, porém não exclusivamente, neste eixo: Políticas públicas e desenvolvimento regional; Planejamento, Programas e Projetos; Gestão e governança regional; Atores sociais e governança territorial; Design institucional e território; Regras, normas e estrutura de governança em diversas escalas territoriais; Relações inter federativas; História do planejamento e estratégias de desenvolvimento das regiões brasileiras; Estado e planejamento no capitalismo globalizado; Cidades médias e desafios para o desenvolvimento regional. Planejamento insurgente e movimentos sociais.

•             ST 2 - Estudos Teóricos e Metodológicos em Desenvolvimento Regional: a proposta da sessão é discutir proposições teóricas relevantes para a compreensão dos processos de desenvolvimento regionais atuais bem como das premissas de ação política com relação a eles. Tópicos considerados incluem, mas não estão limitados ao seguinte: Atualidade dos chamados clássicos do planejamento regional e, consequentemente, dos diferentes intérpretes/abordagens das questões regionais (estruturalistas, marxistas, desenvolvimentistas, “neodesenvolvimentistas”, entre outros); Inovações teórico-metodológicas contemporâneas pertinentes aos estudos do desenvolvimento regional; Análises relativas à territorialidade de relações sociais, políticas, econômicas, culturais e ambientais; Reflexões críticas sobre aspectos normativos e/ou ético-políticos sobre as concepções de desenvolvimento regional predominantes; Novas formas de coordenação política e as redes de políticas públicas no território; Estudos mediáticos regionais; Cidade e território.

•             ST 3 - Cultura, Turismo e Desenvolvimento: a proposta da sessão é a reflexão sobre a relação convergente ou conflitante que contêm as diversas perspectivas culturais que conformam a sociedade brasileira com relação aos padrões de desenvolvimento dominantes. São subtemas inclusos, porém não exclusivamente, neste eixo: Povos Tradicionais e padrões de desenvolvimento; Interculturalidade, multiculturalismo e território; A dimensão cultural na produção do território; Diversidade cultural e turismo; Identidades culturais e experiências produtivas; Identidades territoriais, indicação geográfica e patrimônio cultural; Território e setor turístico; Bem viver e concepções de desenvolvimento alternativas; Movimentos sociais e desenvolvimento regional.

•             ST 4 - Dinâmicas Socioeconômicas no Território: a proposta da sessão é a discussão dos diversos processos que resultam em dinâmicas econômicas de produção do espaço regional e das desigualdades socioespaciais, assim como das estratégias de enfrentamento destas desigualdades. São subtemas inclusos, porém não exclusivamente, neste eixo: Divisão espacial do trabalho e desigualdades regionais; Reestruturação produtiva e dinâmica regional; Grandes projetos de investimento e desenvolvimento regional; Arranjos produtivos nacionais, regionais e locais; Geografia econômica e ocupação do território; Distribuição territorial da riqueza e desenvolvimento local; Comunicação e mídias no desenvolvimento regional.

•             ST 5 - Ambientes e Desenvolvimento no Território: a proposta da sessão é a reflexão crítica sobre os diversos modos de apropriação e transformação da natureza, sua relação com o território, e suas implicações para a concretização de padrões de desenvolvimento regional. São subtemas inclusos, porém não exclusivamente, neste eixo: Justiça ambiental e impactos a populações vulneráveis; Conflitos ambientais e suas repercussões inter-escalares; História ambiental e desenvolvimento regional; Mudanças climáticas e território; Ética e valores ambientais na sua relação com os padrões de desenvolvimento e os modos de vida; Conflitos em torno a áreas protegidas e a biodiversidade; Água, seca e relações sociais; Desastres “naturais” e desenvolvimento; Agroecologia e Economia Solidária diante dos padrões de desenvolvimento dominantes; A questão da Amazônia: conservação, poder , povos indígenas e soberania.

•             ST 6 - Ciência, Tecnologia e Inovação: a proposta da sessão é a reflexão crítica de que o crescimento econômico com equidade depende do fortalecimento, expansão, consolidação e integração do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. A experiência histórica demonstra que a geração de riqueza, emprego, renda e oportunidades, com a diversificação produtiva e o aumento do valor agregado na produção de bens e de serviços, depende diretamente do fortalecimento das capacidades de pesquisa e de inovação do País. O desenvolvimento econômico dos países está assentado, cada vez mais, na inovação baseada no desenvolvimento científico e tecnológico. Essa centralidade das políticas de ciência, tecnologia e inovação precisa ser perseguida pelo Brasil, pois ela é fundamental para sustentar o desenvolvimento econômico brasileiro no longo prazo. São subtemas inclusos, porém não exclusivamente, neste eixo: O novo contexto da educação e da ciência e tecnologia; Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia orientado para a promoção da Inovação; Orientação do esforço de CT&I para o suporte ao desenvolvimento nacional; A produção do território pelas cadeias produtivas; Inovação no agronegócio e na indústria de transformação; Multifuncionalidade no espaço rural; Estudos sociais da Ciência e Tecnologia.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2358-5307